Crianças de

CORAGEM

e

NANKPAK

"Órfão de pais"

Com apenas oito anos de idade Nankpak Kumzwam estava deitado no chão com a sua mãe, eles tinham dormido naquele chão durante as duas últimas noites pois estavam a fugir de manifestantes e saqueadores.

Eles ficaram com os corações partidos quando souberam que os radicais muçulmanos mataram o pai de Nankpak.

E a perseguição não tinha acabado...

Enquanto estavam ali deitados naquele chão, um manifestante muçulmano sabendo que eles eram cristãos e que o pai de Nankpak era pastor, correu até eles e atacou-os com um facão. 


Estavam ali, Nankpak, a sua mãe, o seu irmão e a sua irmã. Depois do ataque, acreditando já estarem todos mortos o atacante finalmente foi-se embora. Mas ele não se apercebeu de que havia um sobrevivente.

Um Jovem Sobrevivente 
Quando Nankpak recuperou a consciência, viu que a sua mãe e os seus irmãos estavam mortos. Com sangramento de cortes de facão e um ferimento de bala que tinha sofrido no dia anterior, Nankpak caminhava pela mata em busca de ajuda, até que conseguiu chegar a casa de um amigo.


Depois de receber o tratamento, Nankpak foi morar com um tio, até que os trabalhadores da VdM vieram para ajudá-lo a inscrever-se numa escola numa área segura. 


A VdM sustenta muitos cristãos perseguidos no norte da Nigéria, fornecendo-lhes assistência médica, despesas de alimentação, educação, formação profissional e encorajamento espiritual.


Nankpak já completou o ensino médio e espera tornar-se um médico, para cuidar dos cristãos perseguidos. Ele está pronto para servir onde quer que Deus o mandar. "Eu realmente não preciso ter medo", disse Nankpak. "Eu fui o único a escapar com vida, acredito que Deus tem um propósito nisso".


Saudades da Família
Nankpak lembra-se frequentemente da sua família e sente muito a falta do seu pai. "Muitas vezes, ele ia de um lugar para outro a pregar a Palavra de Deus", lembrou Nankpak. "Sempre que ele voltava a casa, passávamos muito tempo a falar sobre a Palavra de Deus."


O seu pai também ensinava os filhos a viverem em paz com os muçulmanos. "Ele sempre nos dizia para amarmos uns aos outros... para compartilharmos as Boas Novas", disse Nankpak.


Nankpak espera que aqueles que ouçam o seu testemunho, orem pelos cristãos perseguidos. “Eu gostava que as pessoas orassem pelos perseguidos na Nigéria e em outros lugares, porque não é apenas a Nigéria que está a sofrer perseguições", disse ele. "Eu acho que é algo que o mundo inteiro precisa se preocupar."

UMA GRANDE FAMÍLIA

A Missão A Voz dos Mártires está empenhada em servir os mais jovens membros da nossa Família Perseguida pelo tempo que for necessário, até que eles tenham os meios suficientes para continuarem as suas vidas.


Nós convidamos você a considerar apoiar este Projecto com uma doação mensal, que permitirá à Voz dos Mártires responder às necessidades imediatas das crianças que são perseguidas por causa da sua fé em Cristo.