• A voz do Mártires - Portugal

Mais de 75% dos Cristãos não Sobrevive à Perseguição na Coreia do Norte


A agência de notícias United Press International (UPI) informou sobre as estatísticas do Centro de Base de Dados para os Direitos Humanos na Coreia do Norte (uma organização sem fins lucrativos da Coreia do Sul) identificou mais de 65.000 casos perseguição religiosa no país, com base no testemunho de vários desertores.

De acordo com um relatório recente do "Christian Solidarity Worldwide", os cristãos são: crucificados, queimados, "pisoteados" e até mesmo esmagados com um rolo compressor na Coreia do Norte.

Os grupos de direitos humanos estão a relatar novas estatísticas sombrias sobre a perseguição contra as minorias religiosas - incluindo os cristãos - na Coreia do Norte, onde é revelado que mais de 75% das pessoas têm sido submetidas a sessões de torturas, enviadas para a prisão em situações precárias e outros castigos dos quais não sobrevivem.

Cerca de 99% dos 11.370 desertores entrevistados confirmaram que não há liberdade religiosa sob o governo do ditador Kim Jong-un e que mais de 75% dos cristãos são punidos por causa da sua confissão de fé e a maioria não sobrevivem.

"As entrevistas também revelaram que menos de 23% das vítimas de perseguição religiosa sobrevivem à severa punição, de acordo com o testemunho dos desertores".

Perseguição Brutal

O relatório da CSW sobre o regime norte-coreano lançado em setembro afirma que a tortura e a mutilação do governo está a matar os cristãos. Acrescentou que alguns dos incidentes documentados contra os cristãos incluem crucificação, incineração, e até esmagamento por um rolo compressor.

"Uma política de culpa por associação também é aplicada, o que significa que a família dos cristãos também são alvos, independente de compartilhar ou não da mesma fé cristã. Até mesmo alguns norte-coreanos que fugiram para a China e tornaram-se cristãos, muitas vezes são repatriados e, posteriormente, presos num campo para prisioneiros políticos", destacou a CSW.

A ICC relata que, embora existam algumas igrejas cristãs na capital da Coreia do Norte, Pyongyang, elas servem mais como "vitrinas" para a comunidade internacional, do que legítimas casas de culto.

Os cristãos da Coreia do Norte disseram, no entanto, que não estão a orar pela própria liberdade, mas pelos seus irmãos e irmãs ocidentais que estão a serem tentados pelo dinheiro e pela riqueza material.

"Eles não oram para terem liberdade e dinheiro, clamam por mais de Cristo e pedem ajuda para serem um espelho de Jesus", disse o Pr. Eric Foley, Presidente da Voz dos Mártires da Coreia do Sul, citando conversas com coreanos perseguidos.

Motivos de Oração:

  • Ore pelos cristãos da Coreia do Norte, para que a fé deles permaneçam inabaláveis e para que Deus possa fortalecê-los e confortá-los.

  • Ore para que a política ditatorial do governo Norte Coreano seja revoga.

  • Ore pelas "reuniões secretas" dos cristãos na Coreia do Norte.

  • Ore pelos projectos da Voz dos Mártires de distribuição de Bíblias e folhetos através dos Balões Evangelísticos enviados a partir da nossa base na Coreia do Sul.

#CoreiadoNorte #CristãoQueimados

© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade