• A Voz dos Mártires-Portugal

A Perseguição Causa o Crescimento da Igreja no Irão


Um dos países do mundo mais difíceis para os cristãos viverem é também o país onde a Igreja de Cristo está a crescer mais rápido. Este país é o Irão, que está classificada pela VdM como um país Restrito (saiba mais). Mas agora, o Irão ganhou a distinção de ser um dos países do mundo onde a igreja está a crescer mais e a influenciar a região para Cristo.


No ano passado, a organização de pesquisa missionária Operation World listou o Irão como tendo um aumento anual de 19,6% na sua população cristã - mais do que qualquer outro país no mundo, de acordo com a Mission Network News.


Todd Nettleton, da Voz dos Mártires dos EUA, descreveu a ironia de tudo isso no blog de perseguição do grupo. Ele observou que o Ayatollah Khomeini, o líder radical islâmico que tomou o poder no Irão em 1979, acabou por ser "o maior evangelista que tivemos no Irão".


Nettleton citou estatísticas a mostrar que cerca de 70% dos iranianos rejeitaram o Islão. Isso porque eles viram que a promessa do seu governo de fazer "tudo de acordo com os princípios islâmicos" falhou, uma vez que a corrupção e a pobreza ainda existem. "Isso deve significar que o Islão não funciona.... Esse fracasso real, aos olhos do povo do Irão, se tornou o fracasso do Islão", disse ele.


A Fox News observou que, apesar da repressão do regime iraniano sobre o cristianismo, um grande movimento da Igreja Subterrânea está a crescer. Centenas de iranianos estão a se converter ao cristianismo, e muitos estão a ser batizados em grandes cerimónias das igrejas subterrâneas realizadas em casas particulares de todo o país.


A Open Doors USA observou que quando Khomeini transformou o Irão numa república islâmica em 1979, todos os missionários foram expulsos, o evangelismo foi banido, as Bíblias em persa foram proibidas e os pastores foram mortos.


"Muitos temiam que a pequena igreja iraniana logo desaparecesse e morresse. Mas o que aconteceu foi o oposto", disse o grupo.


Citou dois factores que contribuíram para este fenómeno: "Primeiro, a violência em nome do Islão causou desilusão generalizada com o regime e levou muitos iranianos a questionar suas crenças. Segundo, muitos cristãos iranianos continuaram a falar com ousadia e fidelidade a outros sobre Cristo, mesmo diante da perseguição".


Isso levou a algo realmente notável. "mais iranianos se tornaram cristãos nos últimos 20 anos do que nos 13 séculos anteriores".


Isso é apoiado por estatísticas. "Em 1979, havia cerca de 500 cristãos de origem muçulmana no Irão. Hoje, existem centenas de milhares - alguns dizem que mais de um milhão. Seja qual for o número exato, muitos iranianos estão a se voltar para Jesus como Senhor e Salvador", disse o relatório do grupo.


Motivos de Oração:

  • Louve a Deus pelo modo como Ele está a trabalhar poderosamente nessa nação para atrair muitos para Si.

  • Agradeça ao Senhor pela fidelidade dos crentes que corajosamente compartilham o Evangelho, embora seja perigoso fazê-lo.

  • Ore pelos muitos muçulmanos em todo o Oriente Médio que foram desiludidos pela violência perpetrada em nome do Islão. Que eles tenham a oportunidade de experimentar o amor e a misericórdia de Cristo Jesus.


Fontes: VdM Australia/Christian Post/FCNN


Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade

© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.