• A Voz dos Mártires - Portugal

Boko Haram usou mais de 130 Crianças em Ataques Suicidas em 2017


O grupo terrorista Boko Haram forçou pelo menos 135 crianças a realizarem atentados suicidas no norte da Nigéria e Camarões em 2017. Os dados são alarmantes, já que o número é quase cinco vezes maior que o de 2016, de acordo com um relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância.

As partes em conflitos estão "descaradamente a não considerar" as leis internacionais que protegem as crianças, pois "as crianças estão a serem expostas a ataques e violência brutal nas suas casas, escolas e parques infantis", disse Manuel Fontaine, director do Programa de Emergência da UNICEF, num comunicado, em que menciona o número de crianças que foram forçadas a actuar como 'bombistas' em atentados terroristas.

"Nos conflitos do mundo todo, as crianças tornaram-se alvos da linha de frente, usadas ​​como escudos humanos, assassinadas, mutiladas e recrutadas para a guerra. O estupro, o casamento forçado, o sequestro e a escravidão tornaram-se tácticas padrão nos conflitos do Iraque, Síria, Iémene, Nigéria, Sudão do Sul e Mianmar", disse a agência da ONU.

Na Nigéria, os julgamentos em massa de mais de 6.600 suspeitos que acredita-se serem membros do Boko Haram começaram em outubro numa instalação militar na cidade de Kainji.

Cerca de 20 mil pessoas foram mortas nos ataques do Boko Haram no norte da Nigéria, que começaram em 2009. O grupo terrorista matou cristãos, muçulmanos, crianças e muitos outros civis na sua guerra contra o governo, com uma missão orientada a erradicar o cristianismo no país.

Em agosto, a UNICEF alertou que há uma grande crise de deslocamento e desnutrição no nordeste, onde a maioria dos ataques do Boko Haram estão a ocorrer.

"A Nigéria é um dos quatro países que enfrentam o espectro da fome, com até 450 mil crianças em risco de desnutrição aguda este ano", disse a agência.

"Na Somália, 1.740 casos de recrutamento infantil foram relatados nos primeiros 10 meses de 2017", disse a UNICEF.

O relatório também revelou que a violência forçou 850.000 crianças a fugirem das suas casas, enquanto mais de 200 centros de saúde e 400 escolas foram atacadas na região do Kasai na República Democrática do Congo em 2017.

Motivos de Oração:

  • Ore pelas crianças que foram raptadas e que ainda estão sob o poder opressor dos grupos terroristas.

  • Ore pelos pais que perderam os seus filhos por causa da sua fé cristã.

  • Ore para que os grupos terroristas que actuam nestes países percam a força e sejam extinguidos.

Fonte: Christian Post/Guia-me

#Unicef #Crianças

© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade