• A Voz dos Mártires

Radicais hindus invadem igreja e forçam pastor a adorar falsos deuses

Atualizado: Fev 28


Uma igreja doméstica localizada no estado indiano de Haryana foi invadida por centenas de nacionalistas hindus que raptaram o pastor e o obrigaram a adorar falsos deuses.


Segundo o Morning Star News, cerca de 250 a 300 extremistas participaram do ataque à igreja, que é liderada pelo pastor Jai Singh na vila de Bichpari, que fica a uma hora de Delhi.


O rapto foi realizado por pelo menos 30 homens que atacaram o líder religioso durante um culto. “Eles derrubaram-me no chão e eu não conseguia ver quem estava a dar-me pontapés, nem quem estava a bater-me nas minhas costas”, disse Singh à agência de notícias cristã.


“Quando a multidão me cercou, eu só conseguia ver as mãos e os sapatos a bater-me. Eles levaram-me para dentro [da] casa e disseram que eu deveria ir com eles, caso contrário me matariam ali mesmo”.


Os agressores levaram Singh para uma escola onde foi forçado a sentar-se diante dos ídolos e foi espancado com varas de madeira. Mais tarde naquele dia, ele foi levado para a esquadra de Gohana, e estava “gravemente ferido e a gemer de dor”.


Singh foi libertado sob fiança em 7 de janeiro, graças a intervenção da ONG Alliance Defending Freedom-India. Antes disso, foi bastante humilhado pelas pessoas que o levaram ao tribunal.


“A viagem do tribunal à prisão foi torturante, pois essa pessoa à paisana abusava de uma linguagem vulgar Haryanvi. Ele abusou dos membros da minha família, incluindo a minha esposa e os meus filhos. Fiquei quieto e disse em meu coração: ‘Oh Senhor, se esta for a Tua vontade, então deixe estar, mas me dê forças para suportar. Eu sou fraco. Eu preciso de Ti'”, contou.


Ostracizado

O ataque de 5 de janeiro resultou no fechamento da loja de Naresh Singh no mercado em Bichpari.


"Após o ataque de 5 de janeiro à nossa igreja, o dono da loja ligou e disse-nos para abandonar as instalações imediatamente", disse Singh. "Faz duas semanas e não temos renda nenhuma desde então".


Ele ganhava de 200 a 300 rupias (Cerca de 3€) por dia vendendo ovos cozidos.


"Era a única fonte de subsistência para a minha família", disse Singh. “Nas lojas, os moradores recusam-se a vender as necessidades básica diárias. Fomos socialmente ostracizados.


Até os vizinhos e amigos da vila, que eram nossos clientes regulares há muito tempo, nem sequer olham para nós agora. Fomos espancados e a polícia registou o caso contra nós.”


Singh apresentou uma queixa na esquadra de Gohana Sadar, e as polícias registaram um FIR contra supostos agressores identificados como Pappu Sarpanch, Sonu, Ravi, Sunil, Jagbir e Sarpanch da vila de Jagsi, e contra cerca de 200 outras pessoas não identificadas, disse ele, acrescentando que nenhuma acção foi tomada contra eles.


Motivos de Oração:

  • Por favor, ore pelo pastor Jai Singh, pela sua recuperação e para que Deus possa suprir as suas necessidades.

  • Ore pelos novos convertidos da Índia, que por vezes são ostracizados e vivem às margens da sociedade.

  • Ore para que a igreja do Pr. Singh continue firme na fé, mesmo diante desta perseguição.


Fontes: VdM, GospelPrime, Morning Star News

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade

© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.