Nove famílias cristãs são libertas de trabalho escravo no Paquistão

Devido à pobreza e a falta de educação, os cristãos no Paquistão muitas vezes se vêem forçados a pedir dinheiro emprestado aos proprietários de fornos de tijolos. Eles são obrigados a trabalhar, a fabricar tijolos, para pagar o empréstimo. O valor requerido normalmente é pequeno, mas os termos deste empréstimo são projetados para fazer com que ele cresça de forma indefinida. A família, que pode incluir crianças de cinco anos, é forçada a trabalhar nos fornos de tijolos para pagar a dívida. O ministério Mercy Home, parceiro da Voz dos Mártires, está comprometido em ajudar essas famílias, e garantiu a libertação de nove famílias de quatro fornos de tijolos no ano passado. A Mercy Home pagou a dívida total de cada família, garantindo assim a sua libertação. Além disso, cada família recebeu apoio para pagamento da renda e do custo de vida, bem como treinamento profissional e educação. Um destes cristãos que agora está livre, Manzoor foi vendido como escravo por um amigo. Um soldador profissional, Manzoor ficou doente, precisou de dinheiro para fazer a cirurgia e pediu emprestado a um amigo - o seu amigo o levou a um proprietário de um forno de tijolos e recebeu o valor total do empréstimo. Manzoor, juntamente com sua família, foram forçados a trabalhar como escravos para pagar a dívida, até que Mercy Home garantisse a sua libertação. Manzoor agora está a trabalhar como agricultor na esperança de retornar ao seu comércio. Motivos de Oração: Orem pelas famílias que são forçadas à escravidão e pela Mercy Home, enquanto trabalham para libertar muitos outros que estão na mesma dificuldade. Ore para que a Igreja no Paquistão cresça em número e fidelidade. Ore por um espírito de união e amor. Ore para que os crentes encontrem a sua identidade em Cristo e sejam ousados em testemunho o amor de Cristo. Fonte: Voz dos Mártires EUA

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade

© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.