Novo regulamento na China adverte os cristãos a renunciarem a Cristo

Um novo regulamento emitido na China adverte os cristãos a renunciarem às suas crenças ou serão punidos. De acordo com o regulamento emitido ela Câmara autônoma de Dehong Dai e Jingpo, província de Yunnan a 9 de setembro de 2020, as autoridades podem penalizar qualquer pessoa que se converta do budismo ou de outra religião e professe acreditar em “Jesus Cristo”. Se alguém fizer proselitismo ou ajudar outros a se tornarem cristãos, os administradores da aldeia podem confiscar as suas terras, posses pessoais e ainda aplicar multas. Eles também podem exigir que aqueles que violam essa “lei” limpem as propriedades da aldeia. As autoridades chinesas continuam a pressão sobre as Igrejas Cristãs, sobretudo nas províncias onde o cristianismo é mais forte. Após ordenar a retirada de cruzes de cima dos templos, confiscar dízimos e ofertas, prenderem pastores e membros, torturá-los e até matar alguns, o governo chinês continua a sua investida contra o cristianismo ao instituir leis que dão legitimidade a esta perseguição. Por favor, ore pelos nossos irmão perseguidos na China. Motivos de Oração Peça ao Senhor para cobrir todos os cristãos da região com o Seu amor e proteção. Ore para que este novo regulamento estimule os crentes a encorajar uns aos outros e a permanecer fiéis. Ore por aqueles que estão em posição de autoridade que se opõem ao Evangelho, para que experimentem a esperança e a alegria recém-encontrada através de um relacionamento com Cristo. Poste sua oração nos comentários abaixo. Fonte: VDM, ChinaAid

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade

© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.