Outro cristão espancado, preso e acusado de blasfémia no Paquistão

Um cristão foi espancado e acusado de blasfémia no início deste mês no Paquistão, após comentários feitos na sua conta do Facebook sobre a celebração islâmica de Lailat al Miraj. A celebração envolve comer carne de sacrifício. Em resposta, Sohail Masih teria postado: “Não é possível que o sangue de cabras e de touros possa lavar pecados. O incidente de Miraj é baseado numa mentira.” A publicação chamou a atenção de um líder de mesquita, que afirmou que “os muçulmanos ficaram extremamente magoados” com o comentário. Conforme a notícia da publicação se espalhou, um grupo se reuniu e começou a espancar Sohail. A polícia interveio, levando-o para a esquadra. Quando as multidões souberam que ainda não haviam sido feitas acusações contra ele, começaram a atacar a esquadra até que o acusado fosse acusado de blasfémia. Com a ajuda da polícia, a esposa de Sohail, Shunila, e as suas duas filhas pequenas, fugiram para outra cidade onde estão a ser protegidas, já que turbas ameaçaram deitar fogo à sua casa. As investigações sobre o incidente levantam questões perturbadoras. Quem conhece Sohail, vendedor numa pequena loja, diz que ele não sabe escrever e nem mesmo compartilhar uma publicação no telemóvel. Acredita-se que alguém pode ter compartilhado a imagem usando a sua conta enquanto ele atendia um cliente. A sua esposa reconhece que ele viu a publicação, mas não a compartilhou, nem faria tal coisa. As infames leis de blasfémia do Paquistão têm sido frequentemente usadas para atacar cristãos e às vezes para obter ganhos pessoais em disputas comerciais. Motivos de Oração: Por favor, lembre-se de Sohail nas suas orações, junto com a sua esposa, filhas, pais e outras pessoas que estão a enfrentar retaliações por causa deste incidente. Ore para que a verdade seja revelada e a justiça finalmente prevaleça. Interceda pelos líderes governamentais e judiciais do Paquistão, para que estejam dispostos a fazer mudanças nessas leis para prevenir abusos. Publique a sua oração nos comentários abaixo. Fontes: VDM, CLAAS, Pakistan Christian Post, UCA News

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade

© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.