Sete Acusações Contra Dois Pastores no Sudão

Após oito meses de limbo legal, o Sudão finalmente acusou dois pastores de pelo menos sete crimes, alguns punível com a morte, se comprovado. Hassan Abduraheem Taour e Kuwa Shamal, ambos pastores da Igreja do Sudão de Cristo, são acusados ​​de cumplicidade para executar um acordo ilícito e fazer a guerra contra o Estado, de acordo com a Christian Solidarity Worldwide (CSW). Os pastores foram transferidos para Al-Huda prisão do Sudão Estado de Cartum em 11 de Agosto e foram a tribunal a 14 de Agosto. Os dois ministros cristãos também enfrentam acusações de espionagem, chamando para a oposição da autoridade pública pela violência ou força criminal, e de incitarem o ódio entre as classes, acrescentou a CSW. O reverendo Taour tinha sido detido sem acusação desde 18 de Dezembro, em violação da própria lei do Cartum. Enquanto isso, o reverendo Shamal foi detido na mesma data, liberto, e então preso novamente sem acusação em 24 de Maio. Entre a série de outros crimes, os cristãos são acusados ​​de "propagação de artigos de notícias falsas, e de entrarem e fotografarem áreas e equipamentos militares." A pena máxima para a espionagem e para quem travar guerra contra o Estado é a pena de morte. Fonte: VdM Austrália Motivos de Oração: Ore para que estes encargos sejam descartados e os dois pastores liberados. Ore para que Taour e Shamal não tenham medo do resultado, mas para que sejam fortalecidos em seus corações e pacientemente suportem esta oposição. Peça a Deus para usar a detenção destes dois homens para fazer com que a Igreja sudanesa fale do Evangelho com mais ousadia aos perdidos.

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade

© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.