© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade

TESTEMUNHOS DA IGREJA PERSEGUIDA

Pr. Victor 

"Deus é o meu Escudo"

"Eles puxaram as minhas mãos para atrás das minhas costas, apertaram

as cordas e as lágrimas começaram a cair pelo meu rosto.

Eles me levaram para a selva, então pensei: este será meu último dia na terra."

O Pastor Victor é um homem que tem um grande coração para os perdidos. Desde que foi ordenado pastor em 1984, tem servido fielmente ao Senhor na ilha filipina de Mindanao, onde viu muitos ataques às igrejas por extremistas muçulmanos. Até mesmo a sua igreja foi atacada e destruída, mas isso não impediu o pastor de continuar onde Deus o enviou e reconstruir a igreja.

 

Os muçulmanos lhe disseram: "Não preguem nesta igreja, senão vamos matar-vos!" No entanto, o pastor Victor preferiu obedecer a Deus, independente das ameaças contra a  sua vida. 


Um dia, cem muçulmanos vieram e cercaram a igreja pedindo que o pastor Victor saísse. Quando ele apareceu, eles anunciaram que ele tinha violado a lei muçulmana, continuando a pregar na igreja, apesar de ser avisado. 


Vá matá-lo rapidamente
"Eles puxaram as minhas mãos atrás das minhas costas e amarraram uma corda em torno delas. Alguns muçulmanos ficaram na minha frente a me ameaçar com o cano da arma na minha boca, mas eu experimentei uma paz incrível naquele momento", disse o pastor Victor. 


"Eles levaram-me para longe da igreja e fui forçosamente empurrado para uma clareira na selva. Eu os ouvi a discutirem o meu destino. O pastor Victor ouviu um deles dizer: "Se vamos matá-lo, precisamos fazê-lo rapidamente antes que os militares venha". Surpreendentemente, os seus raptores deram-lhe uma pequena quantidade de arroz para comer, mas ele achou difícil de engolir. Tudo o que pensava era quanto tempo ainda tinha de vida. 


"Alguém me disse, 'se você não vai comer, então levante-se e caminhe para a selva. "Eu senti o rifle apertando em minhas costas para me mover. Eu pensava em Deus e sabia que Ele estava comigo durante este tempo, mas não conseguia parar as lágrimas que insistiam em cair pelo meu rosto. Pensei que este seria o meu último dia na terra."

 

Providência de Deus 
Confiando a sua vida nas mãos de Deus, o Pastor Victor continuou a andar na selva. Para a sua surpresa, sentiu como se um escudo tivesse sido colocado nas suas costas, protegendo-o dos seus atacantes. Ele ficou a espera de ouvir um tiro, mas, nada. Tudo estava muito quieto e, quando ele virou-se para ver o que se passava, os muçulmanos que estavam atrás dele, haviam desaparecido.

 

Onde eles tinham ido, ele não sabia e imediatamente começou a correr o mais rápido que podia na selva para se esconder. Este foi um milagre, e o Pastor Victor diz que nunca esquecerá como Deus cuidou da sua vida naquele dia. 


Em 28 de janeiro, a igreja do pastor Victor foi novamente atacada por muçulmanos. Eles dispararam balas na igreja, mas ninguém estava lá no momento. Os militares vieram à aldeia para tentar resolver o conflito. Houve um confronto de 4 horas até às 8 da manhã do dia seguinte, quanto por fim os muçulmanos deixarem a área. 


O pastor Victor é continuamente ameaçado pelos seus vizinhos muçulmanos. Eles querem que a igreja seja destruída e os cristãos expulsos da terra, mas a terra é de propriedade da família do Pastor e se eles partirem, não há nenhum lugar para onde possam ir. Por isso, apesar das constantes ameaças e perigos para a sua própria vida, o Pastor Victor permanece a servir o Senhor na sua comunidade local.

 

Como um trabalhador da Linha de Frente, o Pastor Victor é apoiado pela Voz dos Mártires Internacional para o avanço do Evangelho.

Por favor, orem pelo Pastor Vítor e pela sua congregação para que Deus os proteja enquanto enfrentam um futuro incerto com provações e perseguições.