© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade

Cristão Conhecido como "Médico dos Pobres" é Assassinado no Egipto

Um cirurgião copta foi encontrado morto no seu apartamento na última sexta-feira (13) no Alto Egito, fazendo completar o quarto assassinato de cristãos copta em apenas 10 dias.

 

Casado e pai de dois filhos, Bassam Safwat Atta, de 35 anos, vivia na cidade de Dairut em Asyut Governorate. De acordo com um vizinho que o encontrou, Bassam tinha um corte no pescoço e estava deitado de bruços com sangue ao seu redor.

 

O vizinho, Mokhles Nageh, que forçou a entrada no apartamento, a pedido da esposa do Dr. Bassam, disse ao World Watch Monitor que o telemóvel do médico e as suas chaves estavam ao lado dele no chão, junto com uma faca manchada de sangue.

 

O Sr. Nageh, que também é copta, acrescentou: "Não havia nenhum sinal de luta violenta no apartamento. Tudo estava no lugar e nada estava a faltar, incluindo dinheiro e as jóias da esposa de Bassam", contou.

 

Um primo do falecido, que não quer ser identificado, disse que havia 40 mil libras egípcias (o equivalente a quase 2.000€) no apartamento.

 

Outros Incidentes Fatais

Youssef Lamei foi assassinado em Alexandria no dia 3 de janeiro, por um suposto assassino "profissional" após ser ameaçado por muçulmanos salafistas. Já no dia 6 de janeiro, quando os cristãos coptas comemoram o Natal, um casal copta, Gamal Sami, de 60 anos e a sua esposa, Nadia, com 48, foram encontrados na cama com as suas gargantas cortadas.

 

De acordo com o irmão de Nadia Sami, nenhum objeto de valor havia sido retirado da sua casa e eles haviam sido mortos por causa da sua fé em Cristo. Embora a polícia esteja interessada em não rotular os incidentes como sectários e alegou que o casal havia morrido por causa de um assalto, os coptas ficaram aterrorizados com a natureza dos assassinatos e acreditam que as vítimas foram escolhidas por causa da sua fé cristã.

 

O que aconteceu na sexta-feira?

O primo do Dr. Bassam disse ao World Watch Monitor que a esposa do médico, Nehal Reda, uma ginecologista, não estava em Dairut na última sexta-feira porque estava a trabalhar num hospital na cidade de Manfalut, que fica a 34 km de distância.

 

Ela havia pedido ao vizinho e ao irmão do médico que batessem na porta do apartamento após ter tentado ligar para o marido várias vezes sem receber nenhum retorno.

 

Um dos colegas de Bassam no Dairut Hospital, o Dr. Michael Ramsey, disse ao World Watch Monitor: "Na noite de sexta-feira, por volta das 19h, recebi um telefonema de um dos meus colegas, a dizer que o Dr. Bassam havia sido morto e estava a ser levado ao hospital. Imediatamente me dirigi para lá e quando cheguei na recepção vi seu corpo, com uma grande ferida na frente do pescoço, cerca de 7 centímetros de comprimento e 2 centímetros de profundidade”, relatou.

 

"Foi um grande choque, Bassam era um amigo muito próximo. Perdemos um homem muito bom. Ele tinha um bom relacionamento com todos no hospital. Aprendemos com ele a mansidão e a humildade. Ele foi chamado de ‘o médico dos pobres’, porque ele tratou de muitas pessoas carentes na sua clínica privada de graça. Todos - muçulmanos e cristãos igualmente - o amavam." disse.

 

Fonte: World Watch Monitor/Guiame

 

Motivos de Oração:

  • Ore pela esposa do Dr. Bassam, para que Deus possa confortar e ajudá-la neste momento de dor e sofrimento.

  • Ore pelos cristãos coptas, para Deus fortaleça a fé deles e os proteja de todos os seus perseguidores.

  • Ore para que o testemunho dos cristãos possa revelar o amor de Deus pelos muçulmanos no Egipto e eles venha a entregar as suas vidas a Cristo.

 

 

Please reload

Notícias mais Lidas

Missionária é assassinada na Indonésia

1/10
Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Arquivo