© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade

"O que eu fiz para você me odiar tanto?" Pergunta um Cristão Iraniano

Depois de ter passado quase um ano preso, Amin Afshar Naderi, um muçulmano convertido ao cristianismo foi sentenciado a 15 anos de prisão. Oito dias após conhecer a sentença ele escreveu uma carta aberta às autoridades iranianas.

 

"O que eu fiz contra você ou contra o nosso país para que vocês me odeiem tanto assim? Aprendi na Bíblia a amar os meus inimigos e a orar por aqueles que me odeiam", ele começou a sua carta.

 

No dia 3 de julho de 2017, Amin foi condenado a 15 anos de prisão: 10 anos por "actuar contra a segurança nacional ao organizar e dirigir igrejas domésticas" e cinco anos adicionais por blasfémia. Outros dois cristãos receberam sentenças de 10 anos cada.

 

Na sua carta, Amin disse que durante os seus interrogatórios, ele foi abusivamente zombado e insultado, mas ainda assim estava a orar pela saúde dos seus perseguidores. Também disse que os seus companheiros de prisão foram obrigados a assinar uma falsa declaração contra ele, e que os funcionários mentiram ao dizer que ele havia insultado as suas crenças religiosas.

 

"Você escreveu um relatório cheio de mentiras, ao afirmar que eu insultei as suas crenças religiosas! Você mesmo forçou os presos a assinarem a confissão! Eu apenas assisti e orei por você. Eu não fiz nada de errado e estou a ser privado das necessidades básicas”, comentou na carta.

 

Durante o ano em que Amin passou na prisão, esteve três meses numa cela solitária, sendo privado de comida. A sua saúde deteriorou-se e pouco depois de receber a sentença de 15 anos, começou uma nova greve de fome. 

 

Amin está na prisão desde agosto de 2016, quando foi preso junto com outros cinco cristãos numa festa privada. Ele já tinha sido preso antes, durante uma celebração do Natal em 2014.

 

O seu pastor, Victor Bet-Tamraz, um dos cristãos condenados na mesma audiência, é bastante conhecido entre os cristãos persas. Ele realizava cultos na língua persa na sua Igreja Pentecostal Assíria em Teerão, antes da igreja ter ser fechada pelas autoridades. O culto cristão na língua persa é ilegal.

 

Você pode escrever uma carta para Amin ou assinar a petição para as autoridades iranianas através do site www.prisoneralert.com, (Em inglês, site da Voz dos Mártires-EUA).

 

ATUALIZAÇÃO: Amin Afshar Naderi, condenado a 15 anos de prisão, foi libertado sob fiança depois de passar três semanas sem comida

 

Motivos de Oração:

  • Ore pela libertação de Amin e dos seus companheiros de prisão.

  • Ore para que Amin e os outros cristãos presos tenham força para suportarem esta provação e permanecerem fiéis ao Senhor Jesus.

  • Ore pelos cristãos no Irão, para que a fé deles sejam fortalecidas em Cristo e para que eles continuem a testemunhar do amor de Cristo naquele país. Saiba mais sobre o Irão aqui.

 

Fonte: Mohabat News / VdM-EUA

 

Please reload

Notícias mais Lidas

Missionária é assassinada na Indonésia

1/10
Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Arquivo