© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade

Homem abandona o Cristianismo e Abusa da Esposa e dos Filhos

Uma mãe cristã e as suas três filhas estão a enfrentar várias formas de abuso na Nigéria. Ela recusou-se a converter-se ao Islão e a seguir os passos do pai, que se tornou um muçulmano para assumir um cargo do governo.

 

Amina Isa, a mãe de 40 anos, vive na vila de Gidan Kuran, no estado de Kano. Ela disse em entrevista ao Morning Star News que o seu marido abandonou o cristianismo em 2012 e juntou-se ao Islão depois que lhe foi oferecido o cargo de chefe da ala na aldeia.

 

"Eles disseram-lhe que não poderia ser nomeado como chefe de ala por ser cristão, mas, que se ele se convertesse ao Islão poderia ser", disse Isa, que é membro de  uma igreja evangélica local. "Eu aconselhei-o a não mudar a fé, mas depois de muita pressão dos muçulmanos da nossa área, ele sucumbiu e tornou-se muçulmano".

 

Amina Isa e a sua filha de 21 anos enfrentaram falsas acusações de raptos depois que se recusaram a aceitarem o Islão. As acusações são de que elas estão a tentar matricular os irmãos numa escola cristã, sem a permissão do pai. "Ele me pediu para retirar a minha filha da escola cristã. Eu deveria traze-la de volta para a aldeia e entrega-la a ele. Então, fiz conforme instruído e trouxe a minha filha de volta", disse a mãe.

 

A mãe e a filha mais velha foram presas em março de 2017, mas os líderes cristãos da região conseguiram resgatá-las. Duas das suas outras filhas, uma com seis e outra com 15 anos, também foram assediadas por causa da sua fé. "Fomos ameaçadas, espancadas e submetidas a todas as formas de indignidades pelo meu marido e os seus colaboradores muçulmanos", revelou Isa.

 

"A minha filha mais velha teve que se esconder com os irmãos mais novos, mas foram rastreados e capturados pelos funcionários e actualmente estão mantidos num local não revelado a mim", disse a mãe.

 

O pai, Garba Usman, tenta impedir que as filhas participem dos estudos bíblicos e outras atividades da igreja. Isa disse que oficiais muçulmanos estão a tentar forçá-las a mudarem de religião. "Tudo isso é para nos forçar a recuar. Nunca iremos deixar de ser cristãos, e estamos confiantes de que o Deus que nós servimos nunca irá nos abandonar nos nossos momentos difíceis", finalizou.

 

Motivos de Oração:

  • Ore por Amina Isa e os seus filhos, para que eles tenham o direito de servirem a Jesus em liberdade na sua Aldeia.

  • Ore pelo pai, Garba Usman, para que se volte novamente para Cristo.

  • Ore por outros cristãos que são constantemente assediados a abandonarem a sua fé em troca de benefícios e favores.

Fonte: Morning Star News/Guia-me

Please reload

Notícias mais Lidas

Missionária é assassinada na Indonésia

1/10
Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Arquivo