© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade

Paquistão: Cristã é queimada viva por se recusar a casar com muçulmano

 

Uma jovem cristã paquistanesa foi queimada viva depois de se recusar a casar com um muçulmano e de se re-converter ao islamismo. Asma Masih, de 25 anos, morreu no hospital no último domingo (22) depois de negar repetidas propostas de casamento de um muçulmano local, segundo o Pakistan Today.

 

O seu pai, Yaqoob Masih, disse que Asma foi atacada quando foi atender a porta da casa onde trabalhava como empregada doméstica em Sialkot, no nordeste do Paquistão. Yaqoob, que estava na casa em que Asma estava a trabalhar, afirmou que viu "Rizwan Gujjar a fugir do local enquanto Asma estava a arder".

 

Os medias locais informoram que o sub-inspetor Muhammad Riaz, da polícia civil, disse que Guijar confessou o ataque e foi preso. "Nós preparamos os documentos necessários e enviamo-lo para a cadeia", disse ele.

 

Mercadoria barata

Nasir Saeed, diretor da CLAAS-Reino Unido, uma instituição de caridade cristã que trabalha no Paquistão, disse que as meninas cristãs são vistas como inferiores e como uma mercadoria barata.

 

Ele disse ao Christian Today que apesar de algumas leis estarem em vigor, como a Lei de Protecção Contra o Assédio às Mulheres no Local de Trabalho de 2010 e a Lei de Protecção às Mulheres Contra a Violência de 2015, elas são difíceis de serem aplicadas.

 

Cristãs em perigo

As mulheres continuam a correr grandes riscos e o Paquistão é considerado o terceiro país mais perigoso do mundo para mulheres e crianças. “Elas são muitas vezes perseguidas e intimidadas no seu local de trabalho, são frequentemente obrigadas a se converterem ao islamismo e a casarem-se com colegas muçulmanos”, disse Nasir Saeed ao Christian Today.

 

“Se elas se recusarem, terão consequências terríveis. Algumas vezes são sequestradas e convertidas à força ao Islão, outras são atacadas com ácido. Esses casos estão a se tornar questões quotidianas e a polícia quase não faz avanços, especialmente se a vítima é cristã”, finalizou.

 

Motivos de Oração:

  • Ore pela família de Asma, para que Deus possa confortar os seus corações.

  • Ore para que a comunidade internacional pressione o governo paquistanês, para que haja uma maior aplicação da lei de protecção às mulheres.

  • Ore para que os cristãos não sejam intimidados diante de tal perseguição, mas que permaneçam com os seus olhos fixos no nossos Senhor Jesus Cristo.

 

Fonte: Christian Today

 

Please reload

Notícias mais Lidas

Missionária é assassinada na Indonésia

1/10
Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Arquivo