© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade

Cristã que se recusa a renunciar a Jesus pede socorro na Nigéria

   

A família de Leah Sharibu, a garota cristã de 15 anos sequestrada pelo grupo terrorista Boko Haram, confirmou que uma nova mensagem em áudio da jovem a pedir ajuda é verdadeira. A gravação de 35 segundos foi compartilhada pela primeira vez pelo jornalista nigeriano Ahmad Salkida e divulgada na última segunda-feira dia 27.

 

Sharibu, foi sequestrada em fevereiro deste ano durante uma invasão do Boko Haram numa escola de meninas em Dapchi, estado de Yobe. No audio ela implora: "Eu sou Leah Sharibu, a menina que foi raptada. Eu estou a pedir ao governo e às pessoas de boa vontade que intervenham para me tirar da minha situação actual”, diz o áudio.

 

Ela ainda clama: “Eu também peço para ajudar a minha mãe, o meu pai, o meu irmão mais novo e parentes. Por favor, ajude-me a sair dessa situação. Estou a implorar para que você me trate com compaixão. Estou a pedir ao governo, particularmente ao presidente, que tenha pena de mim e me tire desta grave situação. Obrigada".

 

A adolescente foi a única a não ser libertada, das 110 meninas raptadas naquele dia por se recusar a renunciar a sua fé em Jesus Cristo. A International Christian Concern, um dos grupos que tem defendido a libertação de Sharibu, disse que a sua família confirmou que é a sua voz na gravação.

 

A libertação das outras meninas deu-se após uma intervenção do governo da Nigéria no mês de março. O ministro da informação, Lai Mohammed, informou que a acção dos extremistas em libertar as meninas foi resultado de um esforço conjunto e incondicional. Não houve qualquer pagamento de resgate.

 

Muhammadu Buhari, o presidente da Nigéria, disse que o governo havia “escolhido a negociação” ao invés de uma acção militar. O motivo era garantir a libertação e a vida das meninas. 

 

Mas os pais de Leah disseram que "O governo não entrou em contato connosco desde que ela foi sequestrada e até hoje eles não fizeram contato", disseram os pais.

 

Eles acrescentaram que agradecem a todos que estão a trabalhar para garantir a libertação. “Nós continuamos a pedir mais pressão para ser colocada no governo até que ela seja libertada”.

 

Nathan Sharibu, pai de Leah disse à BBC que está feliz em saber que a sua filha ainda está viva.

"Estou muito encorajado por ter ouvido as palavras da minha filha", disse ele que ressaltou o fato de muitos cristãos estarem a orar pela filha. "Estamos muito, muito tristes na família. Espero que eles coloquem mais pressão sobre a libertação", acrescentou.

 

O grupo terrorista ficou famoso por ter sequestrado 276 alunas da cidade de Chibok em 2014. Embora muitas tenham sido libertadas, acredita-se que pelo menos 100 estejam sob o cativeiro do Boko Haram, com receios de que possam ter se casado com combatentes islâmicos.

 

O assessor especial do presidente, Femi Adesina, disse que não se pode saber quando Sharibu será libertada. "Acho que essa pergunta só pode ser respondida por Deus. Acredito que Deus está interessado nessa jovem e vai garantir que ela seja preservada", disse Adesina num programa da Channels Television Sunrise.

 

Motivos de Oração:

  • Ore pela libertação de Leah Sharibu e pela sua integridade física e emocional, para que Deus conserve a sua fé inabalável.

  • Ore pela família da Leah, para que Deus possa confortá-los neste momento de incertezas e dor.

  • Ore para que a comunidade internacional faça pressão sobre o governo da Nigéria, para que haja uma maior acção de proteção às meninas e aos cristãos que estão sob perseguição do grupo terrorista Boko Haram.

 

Fonte: Christian Post/Guia-me

Please reload

Notícias mais Lidas

Missionária é assassinada na Indonésia

1/10
Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Arquivo