© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade

Pastor Andrew Brunson Libertado de Prisão na Turquia Ora por Donald Trump na Casa Branca

O pastor Andrew Brunson, libertado após passar quase dois anos preso na Turquia, chegou aos Estados Unidos no sábado (13). Recebido pelos filhos na base, Andrews foi imediatamente para a Casa Branca, onde conversou com Donald Trump e diversos políticos.

 

Brunson, de 50 anos, admitiu que temia ser condenado a 35 anos de prisão. “Esse tempo [na prisão] foi difícil, mas vimos que o Senhor realmente interviu”, disse a sua esposa Norine, que o acompanhava.

 

“De uma prisão turca para a Casa Branca em 24 horas, isso não é ruim”, brincou Trump. “Você realmente lutou por nós, de uma forma incomum”, agradeceu Brunson, “sabemos que você se envolveu”. No final do encontro, os dois se ajoelharam e o pastor orou pelo presidente, o maior responsável pela sua libertação.

 

Desde que foi preso, em outubro de 2016, Brunson esteve no centro de uma queda de braço diplomática entre Washington e Ancara. O governo do Recep Erdogan o acusava de fazer parte de uma “rede de terrorismo” que tentou dar um golpe de Estado. O líder evangélico, que pastoreou por mais de 20 anos uma pequena igreja na cidade de Izmir, sempre negou qualquer envolvimento político.

 

O pastor americano Tony Perkins, membro da Comissão Internacional sobre Liberdade Religiosa, acompanhou o julgamento no tribunal turco na sexta-feira. Ele conta que havia forte pressão para que deixassem Brunson sair do país. “Precisávamos tirá-lo de lá antes que [o presidente] Erdogan ou alguma autoridade mudasse de ideia.”

 

Numa questão de horas, os dois foram até o apartamento de Brunson, juntaram pertences e correram para o aeroporto. Um avião militar levou-os para a Alemanha, onde o pastor pode fazer exames num hospital militar norte-americano. Na madrugada, partiu para os EUA.

 

A libertação de Brunson era considerada uma das prioridades para os evangélicos que trabalham próximos a Trump, como o vice-presidente Mike Pence e Tony Perkins. Por sua vez, o presidente considera uma vitória diplomática para a sua administração. Através do Twitter, ele disse que não havia feito nenhum acordo com a Turquia. Nos últimos meses, por causa da prisão de Brunson, o governo americano havia executado sanções económicas que afectaram a lira turca.

 

No encontro de hoje, cercados por senadores e funcionários do governo, o pastor garantiu que orava por Trump e pela sua família com frequência. “Eu preciso de oração provavelmente mais do que qualquer outro nesta sala”, admitiu o bilionário. O pastor ajoelhou-se e intercedeu para que  Deus desse “sabedoria sobrenatural” ao governante, através do Espírito Santo, para ter um governo justo. 

 

Assista ao Video:

Motivos de Oração:

  • Ore pelo pastor Brunson, para que ele continue a testemunhar o amor de Deus e para que ele seja um instrumento nas mãos de Deus para despertar a igreja nos EUA a orar e apoiar os cristãos perseguidos.

  • Ore pelo presidente dos EUA, Donald Trump, para que ele continue a defender e apoiar a igreja de Cristo, bem como os menos desfavorecidos, independente de interesses políticos.

  • Ore pelos cristãos que estão presos por amor a Cristo, para que também sejam libertos e possam retornar para as suas casas e famílias.

 

Fonte: Washington Post/Gospelprime

Please reload

Notícias mais Lidas

Missionária é assassinada na Indonésia

1/10
Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Arquivo