© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade

Indonésia Libertou Governador Cristão que foi preso acusado de blasfémia

 

A notícia da liberdade do ex-governador cristão de Jacarta, Basuki Tjahaya Purnama, chegou hoje, quinta-feira (24), publicada numa rede social onde ele aparece a sorrir com as mãos levantas e a exibir as digitais marcadas por tinta. Ele foi preso e acusado de blasfémia.

 

Conhecido como "Ahok", Purnama foi libertado da prisão depois de cumprir quase dois anos de pena. Ele diz que os seus rivais políticos estavam a enganar as pessoas usando o texto islâmico para impedir que os muçulmanos fossem liderados por não-muçulmanos.

 

Segundo as autoridades indonésias, o político foi solto três meses antes como resultado do seu bom comportamento no cárcere.

 

“Livre pela manhã", tuitou Ahok na noite de quarta-feira. Ele saiu do (centro de detenção) por volta das 7h30, disse o seu secretário Ima Mahdiah aos jornalistas, segundo o Straits Times.

 

“Eu sou muito grato a Deus por me permitir passar um tempo na prisão”, disse Ahok pouco antes da sua libertação, de acordo com Christian Today. Na prisão ele comentou que confiava na justiça divina.

 

O político pediu que os partidários não realizassem nenhuma manifestação para recebê-lo em casa, citando o desejo de manter a paz e não perturbar a ordem pública.

 

Ele também implorou aos seus seguidores que permanecessem engajados no processo político. “Eu recomendo fortemente a todos os que me apoiam, que não se abstenham de votar”, disse ele.

 

Intolerância religiosa

A Indonésia está actualmente com um alto nível de perseguição vindo dos islamitas radicais. “Enquanto o governo cumpre com mais rigor as leis de blasfémia do país, a maioria dos problemas para os cristãos vem de confrontos com grupos islâmicos radicais”, observou a missão Open Doors no seu informativo sobre o país.

 

“Alguns líderes religiosos islâmicos instigam o ódio contra os cristãos e outras minorias religiosas através do seu ensino em mesquitas, mas isso ocorre nos medias de massa e também por políticos", escreveu o órgão de controle da perseguição.

 

Incidentes recentes de violência contra a população cristã incluem um ataque a três igrejas separadas em Surabaya, capital de Java Oriental. Os perpetradores eram membros de três famílias diferentes. Até as crianças pequenas foram convencidas a se envolverem no ato hediondo. Cerca de onze cristãos foram mortos.

 

Motivos de Oração:

  • Ore para que o testemunho cristão do ex-governador Basuki Tjahaya Purnama sirva de motivação para os cristãos perseguidos na Indonésia continuem firmes na sua fé.

  • Ore para que os grupos radicais islâmicos não usem a lei de forma abusiva contra os cristãos.

  • Ore para que o amor de Cristo alcance os corações dos líderes da Indonésia.

 

Fonte: Faith Wire/Guiame

 

Please reload

Notícias mais Lidas

Missionária é assassinada na Indonésia

1/10
Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Arquivo