© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade

Cristãos trabalham como escravos em fornos de tijolos no Paquistão

Muitos cristãos no Paquistão ganham a vida a fazer tijolos, mas muitos deles acabam por se tornarem escravos deste trabalho. O trabalho forçado em fornos de tijolos geralmente ocorre quando uma pessoa se vê obrigada a trabalhar para poder pagar um empréstimo devido ao proprietário da fábrica.

 

Quando uma família atravessa um momento difícil, como problemas de saúde por exemplo, os proprietários dos fornos de tijolo emprestam dinheiro aos seus empregados. Os juros da dívida são deduzidos do seu pequeno salário, mas passado algum tempo os funcionários percebem que nunca conseguirão pagar o empréstimo. Algumas famílias estão em cativeiro, a fabricar tijolos por gerações.

 

Em muitas famílias, as crianças com idade entre os seis ou sete anos são forçadas a trabalhar nos fornos de tijolos para ajudarem os seus pais a reduzir as dívidas.

 

A cota comum de produção por família é de 1.000 tijolos por dia. Se chover e os tijolos se estragarem, os trabalhadores não serão pagos. Existem também os inspectores de tijolos que recebem 20% do salário da família para examinar os tijolos, para garantir que estejam em boa qualidade.

 

A maioria das famílias dos fornos de tijolos vivem nas próprias fábricas ou aldeias, e dividem um pequeno cómodo. Perseguição, violência e falta de cuidados de saúde, é comum contra os cristãos.

 

Enquanto as famílias não terminarem de pagar a dívida, eles são obrigados a trabalhar nos fornos de tijolos, e são impedidos de sair da fábrica. Se eles desejarem visitar um local fora da fábrica de tijolos, um dos membro da família precisa ficar.

 

A Voz dos Mártires, com a ajuda dos nossos parceiros, recentemente financiou uma clínica médica móvel para visitar as cidades e aldeias, incluindo várias fábricas de tijolos, no Paquistão.

 

A clínica móvel ofereceu exames oftalmológicos, operações oculares básicas e assistência médica (incluindo tratamento para desnutrição e imunização contra doenças).

 

Um trabalhador da VdM que acompanhava a equipa da clínica disse: “Os cristãos pobres e perseguidos nunca poderiam pagar por cuidados médicos desse nível. Eles ficaram impactados com a ajuda que recebeu. Hoje eles têm uma visão melhor, o que, por sua vez, lhes dá uma melhor qualidade de vida.''

 

Estimamos que neste mês, a clínica médica móvel da Voz dos Mártires terá tratado mais de 1.000 pacientes e realizado mais de 130 cirurgias oculares.

 

Em casos de grande perseguição, a Voz dos Mártires paga a dívida da família cristã para libertá-los da escravidão e da perseguição. Como foi o caso de Javir e da sua esposa Fadilah.

Eles deviam cerca de 1.000 € a um muçulmano que era o dono dos fornos de tijolos aonde eles trabalhavam. Todos os dias a sua família tinha de fabricar 1.000 tijolos.

 

Como devedores, a família morava na propriedade e o dono dos fornos de tijolos podia forçá-los a fazer tijolos a qualquer hora do dia ou da noite.

 

Certo dia, o proprietário dos fornos de tijolos descobriu que eles eram cristãos e passou a persegui-los e a espancá-los. Outros muçulmanos da aldeia ameaçaram matá-los se eles não se convertessem ao islamismo.

 

Quando a nossa equipa no Paquistão tomou conhecimento da situação, providenciamos recursos para libertar e retirar a família de Javir dali.

 

Quando os documentos foram assinados e eles perceberam que finalmente estavam livres, não puderam conter a alegria. Eles disseram: “Hoje é o nosso Natal. Hoje, Jesus Cristo veio ao nosso lar para nos salvar, não apenas dos nossos pecados, mas também da nossa escravidão”.

 

Ao servirmos a Igreja Perseguida juntamente com a sua ajuda, queremos resgatar aqueles que estão a sofrer perseguições para que sejam livres para adorar a Cristo, como eu e você somos! 
 

Para contribuir com este ministério clique aqui.

 

Motivos de Oração:

  • Ore pelos cristãos que vivem em fábricas de tijolos no Paquistão, para que Deus possa ajudá-los e fortalecê-los a cada dia.

  • Ore pelas crianças, que têm que trabalhar desde cedo para ajudar os pais a pagarem as suas dívidas. Ore por uma provisão de Deus.

  • Ore pela Voz dos Mártires e pelas missões internacionais que apoiam estes irmãos que estão a sofrer necessidades e perseguição, para que juntos possamos levar alívio a cada irmão.

Fonte: Voz dos Mártires Internacional

Please reload

Notícias mais Lidas

Missionária é assassinada na Indonésia

1/10
Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Arquivo