© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade

“Dos perseguidos é o Reino dos céus”, diz pastor durante julgamento na China

 

Durante o seu julgamento num tribunal de Hong Kong, na China, o pastor Chu Yiu-ming, 75 anos, líder da Igreja Batista Chai Wan, fez uma declaração de fé enquanto era condenado por supostamente ter se envolvido com movimentos pró-democracia.

 

“Durante décadas, tenho pregado inúmeros sermões. Mas a mensagem que levou mais tempo de preparação e oração, e que provavelmente alcançará o maior público, é precisamente essa que está a ser entregue no banco dos réus”, disse ele.

 

Para o pastor, ser condenado vítima de perseguição religiosa é o cumprimento da sua missão. “Eu fui chamado como um servo do Senhor, em imitação de Cristo. Sigo os Seus passos, cumpro a Sua missão, faço conhecidas as Suas preocupações pelo mundo. Sem medo da pressão política ou como os outros veem o seu trabalho”.

 

Por este motivo ele não se arrepende e nem guarda ressentimentos dos seus algozes. “Nas palavras de Jesus, ‘felizes são os perseguidos por fazerem a vontade de Deus; o Reino dos céus pertence a eles! (Mateus 5:10)”, declarou o pastor durante o julgamento que aconteceu no último dia 9 de abril.

 

Em 2013, Chu, juntamente com os estudiosos Benny Tai e Chan Kin-man, fundaram o Occupy Central with Love and Peace (“Ocupe a Central com Amor e Paz”, em tradução livre). O principal objetivo do movimento era promover a democracia através de manifestações pacíficas.

 

Por conta disto, o trio foi acusado e condenado por “cometer incómodos públicos”. Durante o julgamento na última semana,  cerca de 200 cristãos reuniram-se para um culto na igreja Kowloon Union, onde Chu e os outros ativistas anunciaram pela primeira vez a campanha Occupy Central.

 

Segundo o site Evangelical Focus, fora do tribunal, partidários seguravam guarda-chuvas como forma de protesto.

 

Se condenado, o pastor pode pegar até sete anos de prisão. O seu caso foi classificado como “um golpe esmagador contra a liberdade de expressão e protesto pacífico em Hong Kong” pela Anistia Internacional.

 

Motivos de Oração:

  • Ore pelo Pr. Chu Yiu-ming, para que Deus continue a fortalecê-lo e para que ele seja um instrumento de fé para dar testemunho de Cristo.

  • Ore para que ele seja absorvido das acusações e seja restituído à sua família e igreja.

  • Ore pelos cristãos na China, para que tenham a liberdade para adorar à Cristo.

 

Fonte: GospelPrime

Foto: Chu Yiu-ming (Kin Cheung / AP)

Tags:

Please reload

Notícias mais Lidas

Missionária é assassinada na Indonésia

1/10
Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Arquivo