© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade

Extrema Devoção - O perdão e o amor de um prisioneiro cristão converte o seu perseguidor

 

"Eu admiro os comunistas!" As palavras pareciam estranhas vindo de um pastor que passou quatorze anos em prisões comunistas, mas Richard Wurmbrand foi sincero quando as disse.

 

“Muitos comunistas estavam dispostos a morrer para defender a sua 'Utopia'. Eles estavam mais comprometidos com a sua causa do que algumas pessoas que eu conheci nas igrejas”.

 

Em cada inimigo, o pastor Wurmbrand viu um amigo em potencial e um cristão em potencial. Ao amar os seus oponentes, ele não apenas testemunhou muitos aceitarem a Cristo, mas também aumentou as suas oportunidades de mostrar-lhes o amor de Deus.

 

“Quando eles me chamaram de 'judeu sujo' e disseram para toda gente não ler os meus livros, as pessoas imediatamente procuravam saber o que esse 'judeu sujo' tinha para dizer”, ele riu. “Congratulo-me com qualquer um que tenha tido uma ofensa contra mim. Muitos nem sempre estão interessados ​​no que você tem a dizer. Você precisa desafiá-los à verdade antes de compartilhar a sua fé. Para fazer isso, você precisa saber de onde eles vem e ser capaz de falar de maneira sábia, mas devemos lembrar de sempre falar com amor. ”

 

As palavras do pastor Wurmbrand eram um ideal elevado, mas que ele exemplificava com a sua própria vida.

 

Certa vez, ele e a sua esposa Sabina receberam na sua casa um oficial nazista que trabalhava no mesmo campo de concentração onde toda a família de Sabina havia sido exterminada. Quando o oficial viu o perdão e amor que eles tinham por ele, ele foi conquistado para Cristo.

 

Jesus nos ensinou que os outros reconheceriam a nossa fé através do nosso amor - especialmente quando se trata de lidar com a oposição. O modo como tratamos os nossos inimigos é igualmente importante como o modo que tratamos as pessoas da nossa própria família cristã.

 

De fato, a nossa resposta às críticas muitas vezes faz uma declaração muito maior do cristianismo do que qualquer outra palavra. Quando os crentes põem em prática este poderoso princípio da fé cristã, distinguem-se do resto do mundo. A resposta natural à oposição é refutar ou devolver a agressão. Ao invés disso, os crentes se esforçam para compreender os seus inimigos. A oposição, quando colocada nessa perspectiva, é bem-vinda. É como uma oportunidade de exercer a fé e imitar os mandamentos de Cristo.

 

O Pr. Richard Wurmbrand foi um pastor romeno que passou 14 anos preso por causa da sua fé em Cristo. Ao sair da prisão na década de 60 iniciou a Missão A Voz dos Mártires, que hoje trabalha no apoio aos cristãos perseguidos em mais de 50 países.

 

Nota: Estas declarações foram feitas durante uma das últimas entrevistas do Pastor Wurmbrand antes da sua morte em fevereiro de 2001.

 

Conheça a história do Pr. Richard Wurmbrand e a sua esposa Sabina aqui.

 

 

Fonte: Voz dos Mártires - Extraído do livro Extreme Devotion

Fotos: Pr. Richard Wurmbrand após sair da prisão.

 

 

Please reload

Notícias mais Lidas

Missionária é assassinada na Indonésia

1/10
Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Arquivo