© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade

Advogado muçulmano defende cristãos no Paquistão - “Eles são vítimas de injustiça”

 

O advogado Saif ul-Malook foi o responsável pelo caso da cristã paquistanesa Asia Bibi, que permaneceu durante nove anos no corredor da morte após ter sido condenada por blasfémia. Conheça a história de Asia Bibi aqui.

 

Como muçulmano, Malook destaca-se na defesa dos cristãos perseguidos no Paquistão, país que está a se tornar um dos 5 maiores perseguidores de cristãos no mundo, e em entrevista ele explicou porque defende esse grupo de religiosos.

 

“Os cristãos no Paquistão não têm meios para se defender e por isso acabam por ser penalizados. Não têm protetores nas instituições, como acontece com as famílias poderosas. Por esta razão, são bodes expiatórios e vítimas de injustiças”, disse o advogado ao jornal L’Osservatore Romano (LOR).


Ele também falou com alívio e alegria sobre o desfecho do caso de Asia Bibi, "o término feliz da tormenta vivida por Asia Bibi, que agora está no Canadá, é um bem antes de tudo para ela e para sua vida. Então, é um bom resultado para mim e para todos aqueles que tentaram salvá-la”.

 

“É um acontecimento que faz justiça aos homens corajosos como Shahbaz Bhatti (já falecido) e Salman Taseer, que se expuseram e pagaram com as suas vidas o esforço para defender Asia. Finalmente, é um forte sinal de esperança para toda a nação paquistanesa, onde venceram a justiça e o estado de direito”, disse o especialista.

 

Asia Bibi saiu do Paquistão e chegou ao Canadá na terça-feira, 7 de maio, onde já estavam os seus filhos e o seu marido, segundo informaram diversas fontes que também asseguraram que o seu estado de saúde é muito delicado, por isso terá que receber tratamento médico.

 

Bibi foi condenada à morte há nove anos por um suposto crime de blasfémia e foi absolvida em outubro de 2018.

 

Agora, o advogado está a enfrentar as leis paquistanesas para defender outra cristã, Shafqat Masih, de 48 anos, que dividia a cela com Asia Bibi, que também foi presa após ter sido acusada de blasfémia.  “A mulher e o marido precisam ser defendidos legalmente”, diz Saif ul-Malook.

 

O advogado também disse ao LOR que ambos estão a ser acusados ​​de enviar mensagens consideradas blasfémias contra o Islão. "As mensagens estão em inglês, mas os dois são pobres e analfabetos, não poderiam escrever em urdu nem em inglês", destacou.

 

Motivos de Oração:

  • Ore pelos cristão do Paquistão, que são vítimas constantes da lei da blasfémia, que é usada por qualquer pessoa que tenha algo contra os cristãos para os prejudicarem.

  • Ore pelo Advogado Saif ul-Malook, para que Deus guarde a sua vida e para que ele continue a ser um instrumento de justiça a favor dos cristãos. Ore também para que a luz do Evangelho de Cristo resplandeça sobre a sua vida e sobre o Paquistão.

  • Ore por Shafqat Masih e o seu marido, que estão a ser julgados por blasfémia, para que Deus dê livramento.

 

Fonte: Acidigital/GospelPrime

 

Please reload

Notícias mais Lidas

Missionária é assassinada na Indonésia

1/10
Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Arquivo