© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade

Três cristãos são forçados a se converter ao budismo na Birmânia

 

As autoridades locais no oeste da Birmânia (Mianmar) no mês passado forçaram três cristãos a se converterem ao budismo, disseram fontes locais.


Em 24 de Maio em Ann Township, no sul do estado de Rakhine, cinco funcionários locais liderados por U Tin Shwe Maung levaram dois cristãos jin étnicos das suas casas na aldeia de Padi Kyin para um mosteiro e ameaçaram expulsá-los da aldeia se eles não se convertessem ao budismo, de acordo com a Organização dos Direitos Humanos Chin (CHRO).


Forçando assim o pastor U Aung Thin e um membro da sua igreja local que pediram anonimato, assinar documentos declarando a sua conversão ao budismo diante do monge budista encarregado do monastério, os oficiais também ameaçaram dizendo que os dois cristãos seriam multados em 100.000 kyats (70€) se eles se engajassem em atividades cristãs, disseram os aldeões ao CHRO.


Em um outro caso no dia seguinte (25 de maio), um monge budista levou a aldeia de Padi Kyin, Christian U San Tin Aung, para um escritório da administração da vila e obrigou-o a assinar documentos a declarar a sua conversão ao budismo, ou seria expulso da aldeia.


"Nós divulgamos um comunicado publicamente para informar o governo birmanês que as pessoas da etnia jin na aldeia de Padi Kyin foram forçadas a se converter ao budismo", disse o director de campo do CHRO, Salai Terah, ao Morning Star News."Estamos a tentar viajar para essa área para descobrir e resolver o problema."

Mas oficiais da aldeia disseram aos líderes do CHRO para não fazerem a visita. "Não podemos viajar para lá no momento porque as autoridades locais e os moradores locais não nos querem lá", disse ele.


Cristãos disseram ao CHRO que depois que os homens assinaram os documentos, os oficiais da área ameaçaram novamente expulsá-los da vila se continuassem a praticar o Cristianismo.


Os funcionários também proibiram os três homens de visitar as casas dos cristãos e fazer negócios com eles. Alguns cristãos locais que foram insultados e agredidos fisicamente pelas autoridades locais por causa da sua fé mudaram-se para aldeias próximas, de acordo com o CHRO.


Muitos jin étnicos mantêm as suas crenças e práticas animistas ancestrais, embora hoje a maioria seja cristã, de acordo com o Joshua Project e outras fontes. Encorajando o budismo a tentar unir os povos díspares da Birmânia, o governo birmanês há muito persegue os cristãos jin por causa da sua fé.


Em julho de 2018, um grupo de budistas agrediu fisicamente um pastor e duas mulheres cristãs na área de Ann Township, espancando-as e apedrejando a sua casa, disse Terah.


A igreja em Padi Kyin é a única congregação na aldeia. Dos mais de 200 lares da aldeia, apenas 11 são cristãos.


"A nossa comunidade cristã, que é minoritária, sofre discriminação e violações dos direitos humanos", disse Terah. “Divulgamos a notícia publicamente, mas o governo não tomou medidas. Nós queremos liberdade religiosa.  Os líderes do governo não conhecem o nosso sofrimento ou fingem não saber disso.


O CHRO tentará levar os casos da aldeia de Padi Kyin a organizações cristãs internacionais se o governo não conseguir abordá-las, disse ele.

 

A Birmânia é cerca de 80% budista e 9% cristã. 

 

Militantes Rebeldes tentam por fim no Cristianismo em Mianmar por considerá-lo uma religião «Estrangeira»

 

Pedidos de Oração:

  • Ore pela Birmânia para que a Palavra de Deus alcance as aldeias mais remotas que nunca ouviram falar de Jesus;

  • Ore pelos nossos irmãos e irmãs para que não venham a renunciar a sua fé mesmo diante das perseguições;

  • Ore pelos pastores e lideres cristãos para que Deus venha a fortalecê-los e a guia-los pelo caminho certo;

  • Ore por aqueles que ainda não conhecem ao Senhor Jesus para que venham a conhecê-Lo como Senhor e Salvador!

Fonte: Morning Star News

Foto: Aleteia - Zau Ring HPARA | AFP

Please reload

Notícias mais Lidas

Missionária é assassinada na Indonésia

1/10
Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Arquivo