© 2017 A Voz dos Mártires. Todos os direitos reservados.

Ao assinar a nossa lista de contatos está a concordar com a nossa Política de Privacidade

Terroristas islâmicos raptaram 6 cristãos que trabalham em organização humanitária na Nigéria

 

LAGOS, Nigéria — Seis cristãos que trabalham na organização humanitária global Action Against Hunger foram raptados há algumas semanas por terroristas islâmicos na Nigéria.

 

As vítimas aparecem num vídeo divulgado por um grupo jihadista nigeriano afiliado ao Estado Islâmico.

 

Na gravação, a mulher, que se identifica como "Grace", diz ser membro da ONG e conta que foi raptada com outros cinco colegas, que aparecem atrás dela no vídeo. Ao fundo, é possível ver uma lona com o logotipo do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados.

 

"Fomos raptados por este exército chamado Califa. Não sabemos onde estamos", diz a mulher em inglês, antes de pedir que o governo nigeriano e a organização humanitária garantissem a sua libertação.

 

Na última sexta-feira, a Ação Contra a Fome informou que seis membros da sua equipa haviam desaparecido após um ataque terrorista contra o comboio onde eles estavam, em 18 de julho.

 

Um motorista da ONG foi morto durante o episódio, que aconteceu entre Maiduguri, capital do estado de Borno e berço do grupo jihadista Boko Haram, e Damasak, 200 km ao norte.

 

Os desaparecidos foram identificados como um agente da organização, dois motoristas e três profissionais de saúde.

 

Segundo a agência de notícias Reuters, todas as seis vítimas são nigerianas. De acordo com testemunhas, elas foram levadas pelos terroristas para o nordeste do país, próximo ao lago Chade, local onde membros do Estado Islâmico costumam se refugiar.

 

Em um comunicado, a Organização pediu a "libertação dos seus funcionários e companheiros."

 

"São trabalhadores humanitários e de saúde que optaram por dedicar as suas vidas para ajudar as comunidades mais vulneráveis na Nigéria e são animados por princípios de solidariedade, humanidade e neutralidade", diz o texto, que acrescenta que as vítimas "aparentemente estão em boas condições de saúde".

 

O sequestro ocorre nove meses depois que a filial do Estado Islâmico na África Ocidental executou um agente humanitário da Cruz Vermelha, que havia sido sequestrado em outra cidade no nordeste da Nigéria em março de 2018.

 

Motivos de Oração:

  • Ore pela Nigéria, um país que está a ser atacado pelo terror de grupos terroristas como o EI.

  • Ore pelos cristão que vivem no país, pois são os principais alvos dos grupos extremistas.

  • Ore pelas Organizações que trabalham no país, para que não sejam alvos de ataques e para que o governo ofereça condições de segurança para estas organizações.

Fonte: Reuters/Extra

Please reload

Notícias mais Lidas

Missionária é assassinada na Indonésia

1/10
Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Arquivo